prazersecreto

prazersecreto
muito prazer

quarta-feira, 12 de junho de 2013

A MINHA CHEFA.

Tudo começou há uns quatro anos atrás quando fui trabalhar na empresa que trabalho até hoje, minha chefa é uma mulher deliciosamente gostosa...

Meia idade 34 anos...

A 1ª vez que a vi tive um tensão pela bumda dela...

Uma vez saímos com o pessoal pra comemorar o aniversário dela, estava fazendo 31 anos, eu na época tinha 34 anos...

Fomos pra um bar, e a bebedeira rolou solta, eu dançava me esfregando nela, na pista escura de dança comecei a alisar o rosto dela. E senti que ela estava gostando, mas ela era noiva e estava prestes a se casar. No ano de 2009 ele terminou o noivado com ela e viajou para o Rio de Janeiro acabando com o sonho dela de se casar. Numa quinta-feira eu estava fudendo virtualmente com a Flavia...

Vi a minha chefa entrar na sala dela eu estava tão excitado precisando de uma
buceta, ou seja, a dela. Que fui até a sala dela...

Dificilmente ela vem ao trabalho de vestido mais neste dia ela veio.

Pra minha sorte ela estava com um soltinho até a altura dos joelhos super descente. Entrei na sala dela e disse que precisava conversar com ela sobre um assunto da empresa. Sentamos numa poltrona que tem na sala dela, conversa vai conversa vem...

Ela me disse que estava muito excitada por que tinha visto eu fuder pela net com a Flavia. Eu ri dizendo que era mentira, ela pegou minha mão e levou até a buceta dela que estava super melada eu aproveitei e passei o dedo varias vezes na buceta dela, ela ruborizou e me pediu que eu parasse, eu disse não, levantei e passei a chave na porta. Voltei e peguei-a bem forte pelo braço e disse que não iria parar já que foi ela que começou. Eu disse que ninguém mais saberia do que acontece ali, e beijei-a na boca, tirei o meu
pau pra fora e ela alisou toda exitada. Ela ficou de costas pra mi e começou a rebolar...

Quando senti que ela ia gozar, tire-a de cima do meu pau e falei:

- Quer que eu realize todas suas fantasias vamos pro motel na saída.

Ajeitei-me e saí... Pura Maldade... Mais queria fuder com vontade...
Horas depois ela vem no meu setor de trabalho dizendo que tinha que sair pra fazer um saque no banco e eu iria com ela. Eu pedir rendição peguei minha carteira e sairmos naturalmente, eu, ela e mais dois colegas de trabalho.

Ao chegamos ao banco ela me disse que depois nos iríamos continuar aquele assunto. À noite quando largamos ela me esperou três ruas depois do nosso local de trabalho. De lá fomos direto prá um motel...

Mal chegamos tirando a roupa, ela me agarrou com uma força e me jogou na cama, dizendo que fui um cara mal. Atiçando-a e deixando-a na mão.

Virei e disse: Castiga-me...
Ele tirou toda a roupa e pode ver aquela enorme buceta.

Apos o banho caí de boca nela, chupei o grelinho dela que se debatia toda na cama dizendo: - Mata minha saudade de rola. Chupei com vontade aquela enorme buceta e quando ela pensou que tinha acabado coloquei-a na cadeira erótica e chupei simultaneamente a buceta e o cuzinho dela. Enquanto ela me chamava de safado, gostoso... Isso me deixava ainda mais com excitação, mandei que ela ficasse de quatro e mandei língua para dentro dela. Então ela me pediu que eu deitasse e ela montou ao contrário para ela se deliciar
chupando meu pau, que delícia... Ela sugava tão maravilhosamente que achei que fosse ter um troço de tanta excitação... Ficamos assim um tempo até eu pedir que ficasse de quatro e enfiei meu pau na buceta dela, ela rebolava pedindo mais, enquanto eu alternava as estocadas profundas com mais lentas, minhas pernas tremiam de tanto prazer, ela não agüentando mais pediu para gozarmos juntos então minha porra encharcou aquela buceta. Ela se deitou e pediu para descansar um pouco, pois nunca tinha gozando tanto em tão pouco tempo. Após nos recompomos pedi pra comer o cu dela, ela não pensou duas vezes, mais antes caiu de boca no meu pau... Depois enfiei meu pau naquele delicioso cu, e bati forte segurando-a pela cintura. Ela dizia: huuuum! Safado, gostoso, pedir muito tempo com meu noivo e tendo um subordinado aqui do meu lado todos os dias. Enfiei meu pau todinho no cu dela até eu sentir meu liquido quente saindo para dentro do cu dela...



Como foi maravilhoso...



No dia seguinte voltamos ao trabalho normalmente como se nada tivesse acontecido.



Trabalhei o dia todo rindo a toa...



Não vejo a hora de transar com ela novo...       


acesse www.prazersecreto.com.br

Comendo a Professora

Eu tenho uma prfessora muita chata até o dia em que eu à conheci melhor. 1:55, 55 kilos, não muito enxuta mais nem magra, uma mulherzinha que dá pro gasto; eu estava irritado com minha professora de português, a mulher só me xingava, reclamava de mim na frente da sala, e muitas coisas que um aluno não gosta de escutar.Pois bem, um dia fui até sua mesa e disse:
-Professora os vestibulinhos estão chegando, e eu queria ver se a senhora não poderia me ajuda?
Muito não entenderam minha atitude nem ela...Olhou bem para mim e disse:
-Você? Nunca faz nada em minha aula sempre bagunçando e aprontando...Uma postura que não é de aluno da 8ª série!
Então expliquei para ela que não era somente eu que queria que ela me ajudasse...Pois também estava arrependido por não ter dado mais valor para o que ela havia ensianado em sala de aula, e outros argumentos para convense-la.Ela aceitou as desculpas e queria me ajudar.Marcamos uma tarde em sua casa.
Chegando a tal tarde, fui até sua casa e chamei pelo seu nome. Quando vi estava com um shotinho curto mesmo e uma camisa branca...Estava lavando seu quintal meio que molhada. Até então nunca daria nada para aquela mulher, sempre brava de expressão fechada e gritando; mas quando a vi daquele jeito fiquei hipnotisado e sabia que não conseguiria estudar.
Me convidou para entrar, entrei e me sentei no sofá.Ela me trouxe um suco e nos sentamos e começamos a conversas sobre os vestibulinhos. Ela muito esperta percebeu que eu não parava de olhar para suas pernas.E disse já meio brava:
-O que que é isso você vêm até minha casa e fica me secando desse jeito?Muleque atrevido?
Como eu tinha percebido que eu estava fudido respondi eu voz alta também:
-É isso ai...Como é que você veste esse shortizinho curto e não quer que eu olha pra essas pernas gostosas...Você deveria dar aula desse jeito, com esse shortinho!
Ela não esperando minha atitude veio perto de mim, ficou cara a cara me xingando.Até que então eu beijei sua boca...Ela aceitou com naturalidade.Foi um passo arriscado, porque ela poderia me fuder geral...Na escola, na minha casa, com denúncias sei lá; mas foi de boa.
Então ela me jogou no sofá e começou a acariciar meu cacete por cima da bermuda dizendo:
-Agora é a hora da nossa aula particular.
Eu com o pau estourando, fiquei lá viajando.
Ela abriu minha bermuda e começou a me chupar gostoso...Chupava as bolas...A cabeça...me chupou inteiro.Como ela era baixinha e leve, peguei e a joguei no sofá.Ficou com a cara perto do meu pinguelo, batia na cara dela com força e ela gemendo de tesão.Então nem chupei sua boceta, coloquei ela de quatro abaixei seus shorts até sua joelho e enfiei com tudo meu pau em sua perereca, ela soltou um grito e começou a me xingar enquanto a comia:
-Seu filho da puta, me fode gostoso...Coloca esse cacete em mim...Vai seu meninão safado!
Eu estava quase gozando...Bombando ela muito rápido e ela gritando gemendo.Ai não aguentei. Para não goza dentro dela tirei o pau e gozei no seu lombo, dando város tapas na sua bunda.
Quando ela se levantou toda suada, suja, molhada, e vermelha de tanto que eu tinha batido nela ela disse:
-A melhor aula que eu já dei foi essa.
Então fomos tomar banho juntos, tinhamos bastante tempo pois seu marido só chegava na parte da noite. Quando terminei pegeui minhas coisas eu fui embora.Então maracamos outros dias para darmos uma sapecada.
Rede Social de Sexo e Swing
Fechar

Comendo o cú da minha professora de Mat.

Meu nome é bruno, tenho 14 anos. Moro no Rio de Janeiro, capital. Eu tinha uma professora muito gostosa, todos reparavam nela. Ela além de ser loira de olhos azuis, tinha uma bunda maravilhosa! Enfim, um dia, eu entrei no orkut dela para ver as comunidades. Encontrei várias comunidades que me chamaram muito atenção: "Eu pago muito boquete.", "Sou uma boqueteira profissional.", "Meus peitos são chupáveis.", "Eu adoro dar o cuzinho.". Eu me excitei e toquei uma punheta só pensando em dar meu pau pra minha professora gostosa e vagaba chupar. Eu resolvi tentar uma coisa muito audaciosa e muito ousada, mas como já estava no final do ano, poderia ser facilmente corrigida. Eu peguei um papel, anotei o nome dessas comunidades. No dia seguinte, eu levei o nome das comunidades que eu havia achado. Ela ficou apavorada. Seus olhos azuis ficaram esbugalhados e ela ficou sem fala. Eu falei para ela que queria experimentar esses negócios (Não ameacei contar para ninguém e muito menos estuprá-la). Só pedi para ela me dar uma dose daquilo que eu conheci através das comunidades. Ela olhou bem para mim e trancou a porta da sala dos professores. Como já era de noite, o local estava pouco movimentado. Ela agarrou o meu pau e eu agarrei os peitos dela. Ela tirou meu short em um movimento só. Eu puxei a camisa dela até a cintura e comecei a chupar aqueles peitos durinhos e rosados. Derepente ela começou a chupar o meu pau do nada. Lambia, mamava, lambuzava o meu pau com a sua saliva. Aquela carinha de anjo olhava para mim e me mamava. Quando eu gozei, ela engoliu tudo, não deixou uma gota sequer cair e deu uma piscada para mim. Então... ela tirou a calça jeans e virou sua bunda contra mim. Era perfeita, sua bunda tinha uma curva perfeita, era enorme, seu cúzinho era um buraco bem grande e roxo. Eu perguntei se ela tinha vazelina, e ela disse que preferia com dor. Mas ela tirou um vibrador enorme de sua bolsa e enfiou na xereca grande e loirinha. Eu enfiei meu pau no seu cú e ela gritou. Ela fez um sinal de continuar e eu estanquei o cú da minha professora loira e gostosa de matemática durante 15 minutos, algumas vezes pingava alguma coisa, mas percebi que ela prendia. Eu perguntei o porquê e ela disse que queria gozar junto comigo. Eu acelerei e o vibrador vibrava mais. Quando eu gozei, sua buceta explodiu de "mel". O chão estava totalmente gozado. Então ela pediu para mim xupar a buceta dela. Como eu ainda tinha meu pau duro, eu sugeri um 69. Eu olhei para aqueles pelos loirinhos e meti a língua na buceta rosada dela. Ela lambeu meu pau até eu gozar em sua boca e ela gozar na minha boca. Seu mel era delicioso. Ela me levou até o banheiroe me fez limpar sua buceta com a água da pia. Nos recompomos e fomos para a casa. Sempre que podemos, repetimos essa tão boa transa.