prazersecreto

prazersecreto
muito prazer

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Putaria no carro no primeiro encontro

Meu nome é ?W?, eu tive uma experiência muito bacana há algum tempo atrás.Tudo começou no meu serviço, na época eu era motoboy e entregava pizza nas casas dos clientes.Sempre cantava as clientes e sempre tentava ter mais que só contato profissional, eu era casado nessa época e foi quando fui entregar pizza em um endereço.

Ao chegar no endereço ,fui recebido por duas mulheres, uma mais velha que parecia ser a mãe e outra mais nova ,a filha,entreguei a pizza nas mãos da filha e ela foi para dentro da casa e a mão ficou pra me pagar.

Não sei por que eu disse a Ela, ?nossa! Sua filha é muito linda! Ela tem namorado?Ela sorriu pra mim e disse ?não?!Então eu disse ?se importa que eu pegue esse numero telefônico e ligue para ela??ela me respondeu que não havia problemas. Então separei aquele numero e ligue horas depois, mas quem me atendeu foi a suposta mãe e disse:?Ela saiu tem pouco tempo ,liga mais tarde !?Pude notar que a mãe dela estava muito interessada nesse meu contato com a filha.

A noite passou e eu me esqueci de ligar, então liguei no outro dia, mas não tive êxito, e insiste por vários dias, mas ninguém atendia aquele telefone, então desisti e joguei fora o telefone. Muito tempo depois acho que uns dois meses, eu a encontrei na pizzaria, não tinha certeza se era ela pois só havia visto uma única vez e a noite.Então disse:Monica?Era a única coisa que eu me lembrava pois, quando se pede pizza em qualquer lugar você tem que deixar seu nome.

Ai ela olhou para traz, mas não parou, então tive certeza que era ela e fui atrás dela e a alcancei um pouco a frente, em identifiquei e logo ela lembrou do caso,fiquei conversando um pouco com ela e ela disse o porque que o telefone não atende ,era porque ala e a ?tia dela não ficavam ali na semana ,elas trabalhavam em casa de família. E de quebra entendi porque aquela mulher mais velha estava animada com a situação,ela era tia e não mãe.

Trocamos telefones e comecei a ligar pra ela todos os dias, nem período eu me separei da minha esposa, pois o relacionamento não vinha bem ha anos, então me dediquei ainda mais a essa relação.

Nosso relacionamento ia muito bem por telefone ao ponto de nós sentirmos falta um do outro, e já falávamos de tudo inclusive sexo, pra piorar a situação os patrões dela viajaram e a deixaram sozinha por mais de um mês, nesse tempo todo fomos nos falando pelo telefone e isso aumentava muito nosso desejo ,eu só pensava em comer essa mulher,ela era uma delicia, era uma mulher de 1,60 super baixinha mas era perfeita de corpo.

Finalmente chegou o dia de nos vermos então fui buscá-la no serviço dela ,ela estava meio receosa mas ao mesmo tempo com muita curiosidade e desejo,então entramos no carro e fomos pra minha casa, ao chegar em casa eu abri o portão da casa e entrei com o carro ela estava sentada no banco vestida de calça jeans e camiseta bem decotada, dava pra ver o colo do peito dela,era enorme e parecia estar me chamando.

Quando entrei com o carro deci rapidamente e fechei o portão e voltei pro carro ,ela já estava abrindo a porta pra descer ,quando eu a peguei pelo braço e beijei a sua boca.na hora ela se voltou para mim e segurou meu pescoço com a mão e ficamos nos beijando, pus a mão no seus seios por cima da camiseta e logo os tirei pra fora e comecei massageá-los ela me beijava com muita vontade ,foi difícil desgrudar seus lábios dos meus e eu só pensava em chupar seus seios, quando consegui desgrudar seus lábios eu a mordi de vagar no pescoço e fui para os seios.

Abocanhei e chupava um e acariciava o outro e revisada ,ela abriu o zíper da minha calça e tirou meu pau pra fora ,percebi como ela ficou assustada com o tamanho,afinal de contas, ela tinha 1,60m.Sem demora ela começou a chupar meu pau, eu fiquei com repulsa, pois nunca havia pego uma mulher que chupasse logo de cara assim.Mas estava tão bom que eu até fiquei mole, ela chupava como se fizesse tempo muito tempo que não transava.

Quando cai na real,abri o zíper e botão da calça dela enquanto eu abaixava o banco dela e ela chupava minha rola,quando terminei de baixar o banco, agarrei ela pelo cabelo e a fiz parar de chupar meu pau, mas ela relutou,se notava que ela realmente gostava de fazer aquilo.Segurando -a pelos cabelos deitei-a no banco e voltei a beijar a boca sedenta dela,e enquanto isso mina mão estava entrando dentro da calcinha dela e começando a tocar o seu clitóris,fui chupar mais e mais os seu seios na intenção de chegar na buceta e foi isso que eu , meu dedo estava molhadinho dentro da buceta dela e então tirei a mão para fora e chupei o dedo.Que buceta gostosa!!!!! Acho que nunca mais vou esquecer o gostinho da aquela buceta.

Sai do meu banco e fui para os pés dela ,afastei o banco para trás o Maximo que eu pude pra que eu cabesse ali sem me machucar, então tirei a calça dela e abocanhei aquela buceta, quanto mais eu abocanhava aquela buceta mais ela gemia dentro do carro e era alto, gostoso, sensual, ela pois os pés no painel do carro ,deixando as pernas bem aberta ,era enorme a buceta dela, muito gostosa de chupar, cheirosa, e com um gostinho que eu nunca havia sentido antes, isso me deixava com mais e mais vontade de chupar, depois de cançar de chupar comecei a por o dedo e enfiar bem fundo ,ai tentei por dois e tudo ia bem , mas quando pois três ela não agüentou e me pediu para par de por o dedo ,ai voltei a chupar ate sentir que ela gozou ,ai chupei mais um pouco e fui subindo,pra chupar os peitos e era hora de comer de verdade.

Pus a cabeça do meu pau naquela buceta e comecei a enfiar mais,ela gemia,chegou a encravar as umas na minhas costas e os Bentes no meu ombro,isso despertou meu instinto animal e eu comecei a come-la com muita vontade e força, ela não parava de gemer,e isso me excitava mais e mais,cada bombada que eu dava ela se estremecia toda,e deixava marcas em mim, foi assim por bastante tempo por mais de horas ,eu nunca havia comido mulher nenhuma daquele jeito,eu a comia com muito tesão.

Até hoje quando eu lembro dessa historia eu fico muito excitando e sempre acabo batendo uma pra ela.

Ai então depois de bombar muito eu atingi o orgasmo e ela me dizia ?não para ,não para?, eu percebi que ela estava quase gusano de novo e continuei, mesmo com meu pau dolorido, e um pouco depois ela relaxou seu corpo.

Então eu sabia?Nem eu nem ela iria esquecer daquele dia?

Nenhum comentário:

Postar um comentário